A nossa visão sobre a conformidade

À medida que o mundo começa a adotar as criptomoedas, torna-se cada vez mais óbvio que a adoção em massa só é possível se os governos e empresas abraçarem a utilização das criptomoedas. Já estamos a tomar medidas para assegurar que permanecemos abertos e transparentes, sendo os primeiros a abraçar os regulamentos KYC e AML.

Um grande passo

Em 2018, a Electroneum tornou-se na primeira criptomoeda do mundo a implementar na íntegra as medidas KYC e AML em conformidade com a 5ª Diretiva Europeia Antibranqueamento de Capital. Isto, por sua vez, permitiu-nos trabalhar com governos e empresas que estão a ajudar-nos a introduzir a Electroneum nas comunidades a nível mundial.

Como é que funciona

Estabelecemos parceria com a Yoti, uma especialista na verificação de documentos de identificação, que nos ajudou a embeber a sua solução na app Electroneum. Quando um novo utilizador se regista, este passará por um processo de verificação do documento de identificação pessoal. O processo é concluído em três níveis, dependendo da localização do utilizador e do tamanho e utilização das participações.

Permite que os utilizadores enviem/recebam até 150 € em ETN num período de 3 meses

Permite que os utilizadores enviem/recebam até 10 000 € em ETN num período de 3 meses

Permite que os utilizadores enviem/recebam mais de 10 000 € em ETN num período de 3 meses